CBF define duas janelas internacionais de transferências até novembro


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) estabeleceu as janelas internacionais de transferências deste ano. A primeira vai de 20 de julho (próxima segunda-feira) até 9 de agosto e a segunda de 9 de outubro a 9 de novembro. Segundo a entidade, as datas foram definidas “de forma consensual” com os times que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro.

As datas foram reveladas, inicialmente, pelo vice-presidente do Atlético Mineiro, Lásaro Cândido, em postagem no Twitter. Minutos depois, a CBF oficializou a informação. A primeira janela complementa o período afetado pela pandemia do novo coronavírus (covid-19). Já a segunda é aquela que, a princípio, seria na metade deste ano e foi suspensa devido à paralisação do futebol. O calendário precisa, agora, ser chancelado pela Fifa, entidade máxima da modalidade.

Com isso, os clubes que buscaram reforços no exterior durante a suspensão do futebol no país poderão inscrevê-los a tempo para a disputa do Brasileirão, previsto para começar justamente em 9 de agosto. O Atlético Mineiro, por exemplo, poderá contar com os quatro atletas que trouxe de fora: os zagueiros Bueno (emprestado pelo Kashima Antlers, do Japão) e Junior Alonso (ex-Lille, da França), o volante Alan Franco (ex-Independiente Del Valle, do Equador) e o atacante Keno (ex-Palmeiras e que estava no Pyramids, do Egito).

A medida também beneficia times que ainda têm os respectivos estaduais pela frente e que podem incluir atletas no torneio. Além do Galo, este é o caso do Corinthians, que acertou o retorno de Jô, que estava no Nagoya Grampus (Japão). O regulamento do Campeonato Paulista teve uma adaptação que permite o registro de jogadores até a próxima segunda (20) e a inscrição até terça-feira que vem (21). Com isso, o centroavante poderá ter condições de reestrear pelo Timão a partir do dia 22, quando a competição será retomada.

Comentários

Mais lidas da semana

Presidência da República registra 178 casos de covid entre servidores

Queda no comércio global deve ficar em 13%, diz diretor-geral da OMC

Programa de estágio da SES-MG abre as portas para futuros médicos

Núcleos que atendem familiares de detentos voltam ao atendimento presencial

Norte avança na reabertura; Sul toma medidas mais rígidas