Corinthians e Grêmio podem ter desfalques no reinício dos estaduais


Dois campeonatos estaduais vão recomeçar com dois grandes clássicos e possíveis desfalques nas equipes devido ao novo coronavírus.

Na próxima quarta-feira (22), Corinthians e Palmeiras se enfrentam na Arena Itaquera pela 11ª rodada da primeira fase do Campeonato Paulista. Com apenas 11 pontos e na terceira colocação do Grupo D, o Timão não deve contar com Cantillo.

Em nota oficial, o Corinthians confirmou que o colombiano apresentou febre na última sexta-feira (10) e, desde então, foi afastado das atividades do CT Dr. Joaquim Grava. O volante testou positivo para covid-19 e está em isolamento social, com acompanhamento médico diário. De acordo com o clube, Cantillo está bem, sem sintomas graves da doença.

O Corinthians afirmou que tem acompanhado diariamente a situação de todos os atletas, com medição de temperatura corporal e testes periódicos, e que nenhum outro jogador ou funcionário apresentou novos sintomas desde a reapresentação do elenco.

No Rio Grande do Sul, o Gre-Nal vai reiniciar o Campeonato Gaúcho. Ainda sem data definida, a tendência é que o clássico seja disputado na quarta-feira (22) ou quinta-feira (23), em partida válida pela quarta rodada do segundo turno.

O tricolor pode ter desfalques para o confronto. Apesar de manter os nomes em sigilo, o clube informou que dois jogadores testaram positivo para a Covid-19. De acordo com o Grêmio, os atletas estão em isolamento e assintomáticos.

O técnico Renato Gaúcho, que voltou a Porto Alegre nesta segunda-feira (13) após passar um período da pandemia no Rio de Janeiro, também fez o teste e o resultado foi negativo.


Comentários

Drogaria Araujo

Mais lidas da semana

Presas de Caxambu trabalham em reforma da unidade prisional

Covid-19: Minas Gerais é o estado com menor taxa de óbito por 100 mil habitantes

Uerj e UFF voltam às aulas, de forma remota, em setembro

Aplicativo ajudará a rastrear contatos de infectados com covid-19

“Crie o Impossível” abre inscrições e convoca alunos de escolas públicas de todo o país