Presidente do Comitê de Tóquio 2021 prevê versão reduzida do evento


Os Jogos Olímpicos de Tóquio, que foram adiados pra 2021, provavelmente serão uma versão reduzida das edições recentes do evento esportivo, disse nesta terça (14) o presidente do Comitê Olímpico Japonês (JOC, na sigla em inglês), Yasuhiro Yamashita.

Em março, o Japão e o Comitê Olímpico Internacional (COI) adiaram os Jogos de Tóquio para 2021 por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Desde então, os organizadores têm falado em tentar simplificar o evento (que, inicialmente, começaria em julho de 2020) para reduzir custos e garantir a segurança dos atletas.

“Os Jogos, que experimentei antes, eram lindos e extravagantes”, disse Yamashita, ex-medalhista de ouro olímpico no judô, na sede do JOC.

“Porém, não acho que o conceito dos próximos Jogos vá buscar essas coisas. A prioridade é estar seguro”, declarou o dirigente.

Yamashita, que assumiu a presidência do JOC em junho do ano passado no lugar de Tsunekazu Takeda, que está sendo investigado por acusações de corrupção, disse que a pandemia também estava causando sofrimento financeiro à organização.

“Em relação ao próximo ano fiscal [a situação financeira do JOC] será bastante difícil”, disse o dirigente após um difícil primeiro ano no cargo. "Acho que existe uma grande possibilidade de termos de pedir dinheiro emprestado, afirmou.

Um presidente do comitê olímpico de um país anfitrião ser alterado um ano antes dos Jogos é uma situação que “não deveria acontecer”, concluiu.

Comentários

Drogaria Araujo

Mais lidas da semana

Presas de Caxambu trabalham em reforma da unidade prisional

Covid-19: Minas Gerais é o estado com menor taxa de óbito por 100 mil habitantes

Uerj e UFF voltam às aulas, de forma remota, em setembro

Aplicativo ajudará a rastrear contatos de infectados com covid-19

“Crie o Impossível” abre inscrições e convoca alunos de escolas públicas de todo o país