Últimas Notícias

O dólar, o coronavírus e o futebol



O salário do técnico Jorge Jesus no Flamengo, somado ao de sua comissão técnica, gira em torno de 400 mil euros por mês. Agora pense na variação do dólar, que impacta na moeda europeia. Esse é apenas um dos exemplos de como devem estar os principais clubes do país, diante dessa questão que tem movimentado o mercado financeiro. Da mesma forma, a chegada do novo coronavírus no país – mais de 900 casos suspeitos e, até agora, 25 confirmados. Os eventos esportivos vão ser impactados, como já acontece na Europa?

No caso do dólar/euro, há, literalmente, os dois lados da moeda. Pois da mesma forma que pagam, alguns clubes têm a receber em moeda estrangeira pela venda de jogadores. Há, também, a possibilidade de algum parceiro comercial manter acordo com valores variáveis. Ou ainda premiações em competições internacionais – Copas Libertadores e Sul-Americana, por exemplo. Esse ano, como campeão da Recopa, o Flamengo recebeu 1,125 milhão de dólares, ou R$ 5,62 milhões na cotação do dia do jogo.

Já o coronavírus, que parece estar controlado até mesmo na China, fez o governo italiano cancelar todos os eventos esportivos até abril, cancelou o torneio de tênis de Indian Wells e até fechou estádios ao público para jogos de futebol – PSG e Borussia Dortmund, pela Liga dos Campeões, vão jogar sem a presença de público – na mesma final da Recopa, o Flamengo teve renda de R$ 5,4 milhões, fato que não seria possível com os portões do estádio fechados.

Por mais vibrante que seja na América do Sul, com suas equipes despontando como favoritas ao título da Copa Libertadores em razão dos investimentos que fazem, o futebol brasileiro ainda é muito dependente do que acontece lá fora. Nossos clubes estão em processo de evolução, da mesma forma que os torcedores, que ainda se movem pela paixão, adquirindo pacotes de sócio-torcedor não para se tornarem parceiros do clube, mas principalmente para a aquisição de ingressos para os jogos.

Por isso, essas altas do dólar e da propagação do novo coronavírus no país preocupam. Em maio começa o Campeonato Brasileiro. Que até lá o país derrube esses dois adversários e o esporte saia vencedor.

Nenhum comentário