Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Sergio Du Bocage

Coluna – Quem concorre com Neymar ao prêmio da Fifa?

Imagem
  Neymar está na final da Liga dos Campeões da Europa. Se para ele não é novidade – foi campeão da Champions e do Mundial de Clubes pelo Barcelona -, para o PSG será algo inédito, pois até hoje só o Olympique de Marseille, na temporada 92/93, foi à final e ainda levou a taça para a França. Mais do que isso, o brasileiro fica mais próximo do tão sonhado prêmio de Melhor Jogador do Mundo, o Fifa The Best, que, apesar da pandemia, será concedido, em dia ainda não definido e de forma virtual. Eu sou um dos que não acreditavam mais ser isso possível. Neymar está há dois anos fora, inclusive, da lista dos dez melhores. Verdade seja dita, o brasileiro sofreu com lesões e não teve temporadas das melhores. Só que agora a história está um pouco diferente. E o destino, e os números, parecem contribuir para que esse sonho dele se realize. Das 29 edições do prêmio, em 15 o ganhador tinha mais de 28 anos, idade atual do

Coluna – Coronavírus já contaminou o Campeonato Brasileiro

Imagem
  A pandemia do novo coronavírus (covid-19) não escolhe a Série. Seja na A, na B ou na C, ela já fez vítimas e adiou partidas do Campeonato Brasileiro – aliás, é bom ressaltar, já atrasou o início e achatou o calendário. Com isso, cria-se a expectativa de que, nas próximas rodadas, teremos novas tristes surpresas, com o anúncio de outros casos positivos e o veto a jogadores, alguns certamente titulares. Como era bom quando só a arbitragem preocupava e fazia o torcedor mais apaixonado dizer que tinha sido prejudicado por ela num jogo ou outro. Evoluímos para o árbitro de vídeo, o VAR, e ele passou a ser culpado de manipular as imagens para favorecer os “grandes”. Mas nem a arbitragem, nem o VAR, afetavam a saúde ou ameaçavam quem estava dentro ou fora do gramado  e no estádio em geral. A questão é: o Brasileirão voltou na hora certa? E não adianta a gente se basear na volta dos Estaduais, cada um num períod

Coluna – Quem vai brigar pelo título do Brasileirão 2020?

Imagem
Há dois anos, depois de processos de reestruturação administrativa (cada um em um formato próprio), Flamengo e Palmeiras se distanciaram dos demais clubes do futebol brasileiro. Não só no aspecto financeiro, mas também no esportivo. Assim, em 2018 e 2019 brigaram pelo título do Brasileirão (ano passado o Santos ficou entre os dois na classificação final, mas isso com a ajuda do próprio Palmeiras, que despencou depois da Copa América e ficou em quinto lugar no returno). No próximo fim de semana, dias 8 e 9 de agosto, começa mais uma edição do Brasileirão. E a pergunta que surge é: quem vai brigar pelo título desse campeonato que só termina em fevereiro do ano que vem? É evidente que o Flamengo, atual campeão, sai como favorito. Se perdeu o técnico Jorge Jesus, considerado como um dos responsáveis pelo grande momento do time em 2019, por outro manteve o grupo, que, aliás, vem reforçado por Gustavo Henrique, Michael, Pedro, Pedro Rocha e Thiago Maia (o zagueiro Pablo Mari f

O dólar, o coronavírus e o futebol

Imagem
O salário do técnico Jorge Jesus no Flamengo, somado ao de sua comissão técnica, gira em torno de 400 mil euros por mês. Agora pense na variação do dólar, que impacta na moeda europeia. Esse é apenas um dos exemplos de como devem estar os principais clubes do país, diante dessa questão que tem movimentado o mercado financeiro. Da mesma forma, a chegada do novo coronavírus no país – mais de 900 casos suspeitos e, até agora, 25 confirmados. Os eventos esportivos vão ser impactados, como já acontece na Europa? No caso do dólar/euro, há, literalmente, os dois lados da moeda. Pois da mesma forma que pagam, alguns clubes têm a receber em moeda estrangeira pela venda de jogadores. Há, também, a possibilidade de algum parceiro comercial manter acordo com valores variáveis. Ou ainda premiações em competições internacionais – Copas Libertadores e Sul-Americana, por exemplo. Esse ano, como campeão da Recopa, o Flamengo recebeu 1,125 milhão de dólares, ou R$ 5,62 milhões na cotação do dia do jog