Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Impeachment

Witzel entra na Justiça contra Alerj em processo de impeachment

Imagem
O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, entrou nessa segunda-feira (13) com mandado de segurança junto ao Tribunal de Justiça do Estado contra a Assembleia Estadual (Alerj) alegando que a Casa praticou “ato ilegal e violador de garantias constitucionais” no processo de impeachment aberto contra ele. O TJRJ informou hoje (14) que o processo ainda não foi distribuído. O pedido feito pela defesa do governador cita a Mesa Diretora da Casa, o presidente da Alerj, deputado André Ceciliano, o presidente da comissão de impeachment , deputado Chico Machado, e o relator da comissão, deputado Rodrigo Bacellar. A defesa de Witzel alega cinco ilegalidades cometidas no processo de impeachment . Entre elas, os advogados citam o fato de o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Benedito Gonçalves, não ter autorizado o compartilhamento de provas com a Alerj do inquérito na Corte que envolve o governador. “Mesmo assim, a Alerj, sem elementos mínimos, decidiu, no último dia

Prefeito e vice de Itaguaí são cassados pela Câmara de Vereadores

Imagem
O prefeito de Itaguaí (RJ), Carlo Busatto Júnior, Charlinho, e o vice Abeilard Goulart, Abelardinho, tiveram seus mandatos cassados em decisão da Câmara Municipal, na madrugada de  hoje  (10). Eles sofreram impeachment , por 16 votos a favor e um contrário, por crimes de responsabilidade. O único voto a favor foi do líder do governo na Câmara, Sandro da Hermínio (PP). A sessão da câmara começou às 18h de  ontem  e aprovou o relatório da Comissão Especial Processante (CEP), que concluiu que os dois gestores cometeram esses crimes. A maioria dos vereadores considerou que Charlinho cometeu ilegalidade em procedimento licitatório em contratação de empresa de lixo e danos ao erário público. Já Abelardinho foi cassado por  ter , segundo o relatório da CEP, favorecido terceiros. Com a cassação, os dois tornaram-se inelegíveis por oito anos. Eles já tinham sido cassados em sessão em março deste ano, mas continuaram no cargo devido a uma liminar obtida no Supremo Tribunal Federal (S