Postagens

Mostrando postagens com o rótulo ANA

Monitor indica aumento de estiagem em sete estados brasileiros

Imagem
  O monitoramento das secas feito pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) identificou entre junho e julho aumento da estiagem nos estados da Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Piauí, Rio de Janeiro e Tocantins. As informações, com mapas ilustrativos, estão disponíveis no site Monitor das Secas  mantido pela agência reguladora. A comparação entre junho e julho permite identificar o aumento das áreas com secas fracas e moderadas. Monitor de Secas indica aumento das áreas com seca em sete estados e redução em quatro - Divulgação/Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA)   O Monitor das Secas observa a situação de estiagem em 16 estados e desde o mês passado acompanha a situação de Mato Grosso do Sul. Neste estado está esboçada a maior mancha de seca grave do mapa. Em 25 de julho, as Forças Armadas, órgãos ambientais, Corpo de Bombeiros e b

Conab e ANA lançam Mapeamento do Arroz Irrigado em webinar dia 21 de agosto

Imagem
  A Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) produziram o inédito Mapeamento do Arroz Irrigado no Brasil. Para lançarem a publicação e a base de dados sobre o tema, representantes das duas instituições discutirão os resultados do levantamento na próxima sexta-feira, 21 de agosto, a partir das 10h. Para participar gratuitamente do evento on-line, acesse o link https://bit.ly/31VTFeS no dia e horário marcados. Não é necessário fazer inscrição para poder participar. O arroz é a principal cultura irrigada no Brasil, sendo que 90% de sua produção é oriunda dos 1,3 milhão de hectares sob irrigação. Devido à sua importância para a segurança alimentar e para a segurança hídrica, a ANA e a Conab uniram esforços nos últimos dois anos para mapear detalhadamente o arroz irrigado. O mapeamento foi executado com base em imagens de satélite, dados secundários e trabalhos de campo. Além disso, o levantamento se concentrou nos sei

Presidente da ANA é a entrevistada do Brasil em Pauta nesta terça

Imagem
Com uma história que já contabiliza quase 20 anos de existência, a Agência Nacional de Águas (ANA) – suas atribuições, desafios e ações – é tema hoje (17) do programa Brasil em Pauta, às 23h. O programa, exibido pela TV Brasil, tem como entrevistada a diretora-presidente da agência, Christianne Dias. A relevância da ANA pode ser expressa em números. O Brasil detém cerca de 12% de toda a água doce do planeta, com 200 mil microbacias espalhadas em 12 regiões hidrográficas. Para se ter uma ideia, com o potencial hídrico que detém, o Brasil seria capaz de prover, por pessoa, um volume de água 19 vezes superior ao mínimo estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU). Cooperações internacionais Boa parte dos rios brasileiros são compartilhados com outros países, o que torna real a necessidade de cooperações internacionais, visando não só a proteção, mas o uso racional de suas águas. “O Brasil divide 82 rios com outros países”, informou Christianne Dias, durante a gravação do pr

Nordeste já conta com monitoramento piloto para as secas

Imagem
A Região Nordeste conta com o Monitor de Secas para acompanhar o ciclo de estiagem e melhorar a política e a gestão dos problemas decorrentes da escassez de chuva. O objetivo do Monitor é integrar o conhecimento técnico e científico já existente em diferentes instituições estaduais e federais e estabelecer diferentes graus de severidades da estiagem, permitindo acompanhar a evolução temporal e espacial. As informações são atualizadas mensalmente. O modelo foi baseado no Monitor de Secas dos Estados Unidos, desenvolvido pelo Centro Nacional de Mitigação de Secas dos EUA (NDMC). O modelo de acompanhamento facilita a tradução das informações em ferramentas e produtos para serem utilizados por instituições tomadoras de decisão e indivíduos, de modo a fortalecer os mecanismos de monitoramento, previsão e alerta precoce. Além disso, é uma maneira de consolidar em um mesmo lugar e com uma mesma linguagem as diferentes informações sobre seca na região, que sempre tiveram espalhadas em órgão