Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Yanomami

Operação conjunta de saúde realiza testagem em comunidades Yanomami

Imagem
Uma operação especial conjunta realizada pela Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) do Ministério da Saúde, Ministério da Defesa e pela Fundação Nacional do Índio (Funai) está percorrendo o território de Roraima para fazer testes da covid-19 e identificar possíveis focos da doença antes da internalização nas comunidades indígenas. A primeira fase, finalizada nesta quarta-feira (1º), realizou mais de 250 atendimentos de várias especialidades no distrito sanitário indígena Yanomami. Todos os pacientes foram testados para o novo coronavírus (covid-19) e nenhum caso foi identificado.  “Tivemos clínicos gerais, ginecologistas, pediatras, infectologistas e várias outras especialidades para atender mais de 500 pessoas. Não detectamos nenhum caso positivo, o que é sinal de um trabalho bem executado pelo órgãos que prestam serviço na região”, informou o secretário Especial de Saúde Indígena do Ministério da Saúde, Robson Santos da Silva. As operações continuaram hoje (

Índios Yanomami impedem a saída de profissionais de saúde em aldeia

Imagem
O Ministério da Saúde confirmou nesta segunda-feira (17) que 21 servidores, além de quatro pilotos, foram impedidos por índios Yanomami de retornar à base e estão em uma aldeia na região de Surucucu, município de Alto Alegre, no norte de Roraima. Os indígenas retiveram as três aeronaves usadas pelos profissionais, que prestam serviço de atendimento à saúde nas aldeias. Eles fazem parte da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) do ministério. Segundo o governo, as equipes não foram sequestradas pelos indígenas e seguem realizando suas atribuições diárias, estando em seus alojamentos. "Nenhum profissional foi retido ou preso pelos indígenas e não há descontinuidade nos atendimentos", informou o ministério, em nota. A manifestação dos indígenas ocorre após a morte de duas crianças menores de um ano na região. Um recém-nascido de 29 dias morreu, segundo o governo, em decorrência de broncoaspiração (por regurgitação), no último dia 31 do mês passad