Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Michel Temer

Delegação brasileira que viajou ao Líbano retorna ao país

Imagem
  Os integrantes da comitiva brasileira que viajou ao Líbano na última quarta-feira (12) chegaram há pouco a Brasília. Segundo a Força Aérea Brasileira, os dois aviões em que a delegação viajou, um KC-390 Millennium e um VC-2 (Embraer 190), deixaram a capital libanesa, Beirute, no início da tarde de ontem (14) e pousaram no Distrito Federal pouco depois das 9 horas de hoje (15), tendo feito paradas técnicas para reabastecimento no percurso.  Chefiada pelo ex-presidente da República Michel Temer, que é filho de libaneses, a delegação acompanhou o transporte de seis toneladas de alimentos e medicamentos que o Estado brasileiro doou ao Líbano. A doação, de caráter humanitário, visa a ajudar a população libanesa, minimizando as consequências de uma grave explosão ocorrida no último dia 4, em um armazém da região portuária de Beirute, onde cerca de 2.750 toneladas de nitrato de amônio estavam armazenadas. O tot

Justiça autoriza saída de Michel Temer do Brasil

Imagem
  A Justiça Federal autorizou a saída do país do ex-presidente da República Michel Temer. Ele foi nomeado pela Presidência da República para integrar uma missão humanitária ao Líbano, onde uma explosão, ocorrida na semana passada, deixou dezenas de mortos e feridos. O período da viagem será de 12 a 15 deste mês. A informação foi confirmada por Eduardo Carnelós, advogado do ex-presidente. Filho de libaneses, Temer é réu em dois processos relacionados à Operação Descontaminação, por isso precisa de autorização judicial cada vez que tiver que sair do país. A autorização foi concedida pelo juizo da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro.

Temer reúne equipe para fazer balanço de obras a serem concluídas

Imagem
O presidente Michel Temer está reunido no Palácio do Planalto com sete ministros, secretários executivos e embaixadores de seu governo, para fazer um levantamento das obras que deverão ser concluídas até o final do ano. A reunião começou por volta das 9h30, sendo inicialmente conduzida pelo ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun. O presidente chegou ao encontro às 10h. Participam da reunião os ministros da Casa Civil da Presidência da República, Eliseu Padilha; dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Valter Casimiro; da Saúde, Gilberto Occhi; de Minas e Energia, Moreira Franco; do Planejamento, Esteves Colnago; do Turismo, Vinícius Lummertz; e o ministro da Integração Nacional substituto, Gustavo Canuto. Também estão presentes secretários executivos, diretores e chefes de gabinete de diversas pastas, além do embaixador Paulo Estivallet, sub-secretário-geral da América Latina e do Caribe; da embaixadora Eugênia Barthelmes, diretora do Departamento da América do Sul Me

Michel Temer libera mais de R$ 4 bilhões para estados e municípios

Imagem
O presidente Michel Temer anunciou, neste domingo (6), por meio de sua conta oficial no Twitter, que assinou a liberação de crédito suplementar no valor de R$ 4 bilhões para estados e municípios. Os recursos são resultado das compensações financeiras pela produção de petróleo e gás natural. "Estes recursos irão beneficiar a população brasileira", destacou Temer, em seu comunicado. Segundo o Palácio do Planalto, a sanção do projeto de lei será publicada na edição de amanhã do Diário Oficial da União. O crédito suplementar havia sido aprovado no último dia 25, pelo Congresso Nacional, e prevê, além da compensação financeira decorrente da exploração de petróleo e gás, no valor de R$ 4,3 bilhões, a compensação pela utilização de recursos hídricos na geração de energia elétrica, no valor de R$ 6,7 milhões, e devolução de R$ 18,3 bilhões de Imposto Territorial Rural. Os recursos a serem repassados são oriundos de excesso de arrecadação de impostos pela União. Na justificativ

Intervenção no Rio de Janeiro não é agenda eleitoral, diz porta-voz de Temer

Imagem
Em pronunciamento à imprensa nesta quarta-feira, o porta-voz da Presidência da República, Alexandre Parola, afirmou que a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro não tem fim eleitoral. “A agenda eleitoral não é, nem nunca o será, causa das ações do presidente”, disse hoje (21) Parola. De acordo com o porta-voz, o presidente Michel Temer tomou a decisão com base em demanda da sociedade. “O governo seguirá sua trajetória sem pautar-se pela busca do aplauso fácil, mas na rota firme das decisões corajosas que buscam enfrentar e resolver os dramas verdadeiros de nossa nação, sem nenhuma significação eleitoral”, completou. Desde o anúncio, a medida tem dividido opiniões de especialistas e parlamentares. O porta-voz disse também, sem citar nomes, que assessores e colaboradores que expressem ideias sobre a intervenção estão desautorizados a falar sobre o tema em nome do presidente. “Assessores ou colaboradores que expressem ideias ou avaliações sobre essa matéria não f