Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Trump

Na reta final, Biden vai à Geórgia e Trump faz campanha em 3 estados

Imagem
  Faltando só uma semana para a eleição de 3 de novembro, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o democrata Joe Biden cruzarão o país nesta terça-feira (27), um dia de campanha intensa que contará com a participação do ex-presidente Barack Obama. Atrás de Biden em pesquisas nacionais de opinião, Trump fará comícios em três estados cruciais para sua esperança de reeleição - Michigan, Wisconsin e Nebraska - enquanto Biden viaja à Geórgia e Obama faz campanha em seu nome na Flórida. A campanha presidencial de 2020 está sendo diferente de todas, já que a pandemia do novo coronavírus, que já matou mais de 225 mil norte-americanos, está impulsionando uma votação antecipada recorde. Mais de 64 milhões de pessoas já depositaram suas cédulas, o que se aproxima de metade do total de votos de 2016, de acordo com dados do Projeto Eleições da Universidade da Flórida. O volume enorme de votos pelos correios pode exigir dias ou semanas para uma contagem, dizem especialist

Trump lança campanha para a sua reeleição

Imagem
Quando o presidente dos EUA, Donald Trump, lançar oficialmente sua campanha de reeleição em Orlando, na Flórida, na noite de hoje (18), diante de uma multidão de 20.000 pessoas, ele não será nem favorito nem candidato sem chance. Especialistas dizem que não é conclusiva a discussão se Trump continuará ou não seu trabalho no primeiro posto da nação norte-americana. "Eu diria que talvez em 50/50", disse Kyle Kondik, editor-gerente do Sabato's Crystal Ball, um boletim político apartidário produzido na Universidade de Virginia Center for Politics. Mas. em um primeiro momento, essa avaliação parece otimista. Na verdade, o índice nacional de aprovação de Trump gira em torno de 40%. O único presidente desde 1945 que teve um índice de aprovação mais baixo nesta fase de seu primeiro mandato foi Jimmy Carter em 1977. As classificações de aprovação nem sempre são os melhores indicadores do sucesso eleitoral. De acordo com a mesma análise feita por FiveThirtyEight, o Presidente Geo

Após sobretaxa imposta pelos EUA, China avisa que adotará medidas

Imagem
O governo da China adotará contramedidas para proteger seus "interesses legítimos" e espera que os Estados Unidos (EUA) revejam as consequências danosas de suas ações e as retifique a tempo, disse nesta terça-feira (18) o Ministério do Comércio chinês, em resposta às novas tarifas impostas por Washington aos produtos importados do país asiático. Em comunicado, o ministério afirmou que a China lamenta "profundamente" a decisão dos EUA de aplicar nova rodada de tarifas a produtos chineses, no valor de US$ 200 bilhões, e garantiu que essa medida trará mais incertezas para as consultas bilaterais. "A China será forçada a adotar contramedidas para proteger seus interesses e direitos legítimos, assim como a ordem do livre comércio global", diz a nota, ao acrescentar que espera que os EUA considerem as "consequências danosas" de sua ação e que a corrija a tempo com "medidas convincentes". A Casa Branca informou que vai i