Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Olimpíada 2020

Coronavírus: jogo da seleção feminina terá portões fechados

Imagem
A Federação Francesa de Futebol anunciou na tarde desta segunda-feira (9) que o jogo da próxima terça-feira entre Brasil e Canadá, válido pelo Torneio Internacional da França de futebol feminino, será realizado com portões fechados “como parte das medidas tomadas pelas autoridades públicas em relação ao coronavírus”. O jogo, programado para a cidade de Calais, é o terceiro e último da equipe comandada pela técnica sueca Pia Sundhage na competição. Na estreia, o Brasil empatou com a Holanda, enquanto na segunda rodada perdeu para a França. A decisão também envolve a partida entre França e Holanda, que também ocorre nesta terça, mas na cidade de Valenciennes. O anúncio foi feito em um momento em que vários governos da Europa adotaram medidas mais drásticas para tentarem evitar o avanço do coronavírus.

Dirigente projeta Rafaela Silva em Tóquio, mas admite plano B

Imagem
Medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, Rafaela Silva está com a participação na edição deste ano ameaçada. Punida com dois anos de suspensão por ser pega em um exame antidoping realizado em agosto do ano passado, durante os Jogos Pan-Americanos de Lima (Peru), hoje a judoca estaria fora dos Jogos de Tóquio (Japão). Em entrevista à Agência Brasil, o gestor de Alto Rendimento da Confederação Brasileira de Judô (CBJ), Ney Wilson, diz acreditar que a punição de Rafaela será revista, mas admite que a entidade já trabalha com um plano B: "Temos convicção de que foi bem injusta [a forma como Rafaela foi punida]. Parece que, como é uma atleta medalhista, sempre é um grande exemplo de punição. Porém, dois anos é exagero. Não quer dizer que ela não deva ser punida, pois o atleta tem responsabilidade sobre tudo aquilo que coloca para dentro do corpo dele, mesmo que não seja intencional. Acredito que possam rever isso, que ela tenha suspensão, mas que permita dis

De olho em Tóquio, Pia alerta para condição física da seleção feminina

Imagem
A derrota por 1 a 0 para a França, a primeira no comando da seleção feminina do Brasil, deixou Pia Sundhage preocupada com a condição física das jogadoras. A técnica sueca avalia que o rendimento da equipe caiu no desenrolar da partida, a segunda pelo torneio amistoso disputado na cidade francesa de Valenciennes. "Acho que tivemos uma resposta importante neste jogo. Não estamos bem fisicamente o suficiente. Comparando o primeiro com o segundo tempo, o time delas foi ficando cada vez forte. Na Olimpíada, teremos só dois dias para nos recuperar entre um jogo e outro. Então, precisaremos avançar na questão física", alertou a técnica em entrevista coletiva. Pia iniciou a partida do último sábado (7) com sete novidades em relação ao empate sem gols com a Holanda na quarta (4): A goleira Bárbara, as laterais Letícia Santos e Tamires, a zagueira Tayla, a meia Andressinha e as atacantes Cristiane e Bia Zaneratto. Maior artilheira da seleção, Marta começou no banco no jogo com as fr