Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Basquete

CBB e Comitê de Clubes divergem sobre direcionamento de recursos

Imagem
  O planejamento dos torneios da Confederação Brasileira de Basquete (CBB) em parceria com o Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) para 2021 foi divulgado em tom de lamentação. A entidade responsável pela modalidade no país afirma que o Comitê, que atende projetos de formação em diversos esportes, com recursos oriundos das loterias federais, teria reduzido o investimento na base para ampliá-lo no adulto, por meio de acordo com a Liga Nacional de Basquete (LNB), que prevê auxílio logístico durante o Novo Basquete Brasil (NBB). À Agência Brasil , o CBC rechaça o discurso de corte e justifica as mudanças. A CBB anunciou a realização de 10 torneios no próximo ano, divididos em três categorias (sub-14, sub-16 e sub-19) e duas edições da modalidade 3x3, nos naipes masculino e feminino. A estimativa é reunir 1,4 mil atletas ao todo. Em 2020, não fosse a pandemia do novo coronavírus (covid-19), a parceria com o Comitê, f

A história peculiar de uma aposta do basquete brasileiro

Imagem
  Há exatamente um ano, a seleção brasileira feminina de basquete vivia um dia memorável. A vitória contra os Estados Unidos na final dos Jogos Pan-Americanos de Lima deu ao time a medalha de ouro, algo que não acontecia desde 1991. Para muitas atletas daquele grupo, foi o momento de, enfim, saborear uma grande conquista pelo país depois de anos com o Brasil no papel de coadjuvante. Para Stephanie Soares, à época com 19 anos, era só um começo mais do que promissor para a caminhada. A mais nova daquele grupo, Stephanie relembra como foi a farra depois da vitória: “Nossa, já era muito tarde, acho que uma da manhã e ainda estávamos dançando no ônibus, todo mundo muito feliz”. Não foi a primeira participação dela na seleção principal, mas, de uma certa forma, ali a presença dela no time passava a ser para valer. A jogadora apareceu logo na primeira lista de convocadas pelo técnico José Neto, que assumiu pouco ant

Covid-19: Dois jogadores da NBA testam positivo no Complexo da Disney

Imagem
A NBA (liga profissional de basquete dos Estados Unidos) anunciou que dois entre os 322 atletas que realizaram exames para o novo coronavírus (covid-19) no Complexo da Disney testaram positivo. Contudo, a entidade não divulgou o nome dos jogadores e afirmou, em nota, que os dois começaram a cumprir isolamento social de duas semanas em suas casas. A temporada 2019/2020 vai recomeçar em Orlando (EUA) no dia 30 de julho após suspensão em março por causa da pandemia. “Desde 1º de julho, quando realizamos nosso primeiro teste, 19 jogadores da NBA testaram positivo. Esses jogadores permanecem em suas casas se recuperando até serem liberados de acordo com as diretrizes do CDC [Centros de Controle e Prevenção de Doenças] e as regras da NBA para deixar o isolamento em casa e ingressar no complexo”, afirma a liga em comunicado. A NBA vem sendo cuidadosa com os protocolos elaborados para a retomada

Covid-19: NBA tem mais nove atletas com resultados positivos

Imagem
A NBA (liga de basquete profissional dos Estados Unidos) e a NBPA (associação de atletas profissionais de basquete) divulgaram nesta quinta (02) que mais nove jogadores apresentaram resultado positivo para o novo coronavírus (covid-19). Esse grupo esteve entre os 344 jogadores testados durante os dias 24 e 29 de junho. Conforme informações da NBA, 25 jogadores da liga norte-americana, que está paralisada desde março pela pandemia, deram resultado positivo em testes de coronavírus. Já foram realizados 351 testes desde 23 de junho. Além dos atletas, outros 884 profissionais de apoio das equipes também foram testados, e dez deles apresentaram resultados positivos. Todos os infectados permanecerão em isolamento, obedecendo protocolos e orientações de saúde pública. A liberação só acontecerá após avaliações de médicos. O pivô DeAndre Jordan e o armador Spencer Dinwiddie, ambos do Brooklyn Nets, revelaram que estão nesse grupo. O próprio DeAndre Jordan já havia comunicado que

Aliança Global aposta em informação e experiências para atletas

Imagem
Atuar fora da caixa, este é o objetivo de Kelly Muller, fundadora da Aliança Global, projeto recém-lançado como Olympic Global Alliance e que acaba de mudar para Organization Global Alliance (OGA) a pedido do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e do Comitê Olímpico Internacional (COI) por causa de questões de direito ligados ao nome olímpico. Aos 39 anos, e com 27 dedicados ao basquete, a ex-jogadora viveu em nove diferentes países. A partir da experiência internacional e das conexões realizadas pelo mundo, ela defende políticas públicas para o setor e afirma que o atleta precisa ser politizado para gerenciar a própria carreira. “Saí de São Paulo aos 13 e fui morar em Sorocaba para jogar basquete. O esporte me levou a muitos lugares (Colômbia, Equador, Itália, Letônia, etc). Mas falta profissionalismo. Minha modalidade, por exemplo, só tem este prestígio nos Estados Unidos e na França. Em Cuba e na Turquia também há uma valorização maior aos esportistas dentro da sociedade

A vitória e o drama de Kevin Durant

Imagem
Os 11 pontos de Durant durante os 11 minutos que esteve em quadra foram impressionantes. E foi chocante vê-lo sair da quadra com uma lesão no tendão de Aquiles. Golden State ganhava, mas parecia impossível manter a vantagem diante do trauma. Só que os guerreiros não são guerreiros à toa. Stephen Curry , Klay Thompson e Draymond Green foram fantásticos e deram a vitória ao time da Califórnia nos segundos finais. Todos dedicaram a vitória foi para Kevin Durant.