Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Jogos de Tóquio

Discurso oficial levanta incertezas sobre realização de Jogos em 2021

Imagem
Desde que o adiamento dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio foi anunciado, em 24 de março, a postura das autoridades ligadas aos Comitês Olímpico Internacional (COI) e Organizador dos Jogos, e ao governo japonês, tem sido diferente daquela que antecedeu a alteração das datas. Até dois dias antes da mudança, o discurso era de que o evento seria realizado em 2020, apesar de manifestações contrárias de atletas e comitês nacionais, preocupados com o avanço da pandemia do novo coronavírus (covid-19) e o impacto em torneios qualificatórios e treinos. A partir da remarcação, um tom de incerteza passou a despontar nas declarações. Até o cancelamento da competição não é mais descartado. Para Katia Rúbio, professora da Faculdade de Educação Física da Universidade de São Paulo (USP) e a coordenadora do Grupo de Estudos Olímpicos, a mudança no discurso começa com a pressão de alguns comitês olímpicos nacionais, como os da Austrália e Canadá, que ameaçaram não enviar atletas

Cerimônia do COI celebra um ano para a abertura dos Jogos de Tóquio

Imagem
O Estádio Olímpico de Tóquio (Japão) foi palco de uma cerimônia para marcar a data de um ano para a abertura dos Jogos Olímpicos. O evento, organizado pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), foi transmitido online pelas redes sociais do COI. A celebração passou uma mensagem de otimismo nesse momento em que o mundo atravessa uma grave crise, em decorrência da pandemia do novo coronavírus (covid-19).  O alemão Thomas Bach, presidente do COI, não compareceu ao evento, mas se fez um pronunciamento no site oficial dos Jogos. "Com apenas um ano até a Olimpíada, ainda temos um desafio gigante à nossa frente. Concordamos que precisamos adaptar os nossos planos para readequar os Jogos à realidade de crise global. O importante, porém, é mantermos o espírito de união que define a nossa missão", disse o dirigente.    O dirigente fez questão de agradecer aos parceiros locais - comandados pelo primeiro-ministro Shinzo Abe, por Yoshiro Mori, presidente do Comitê Organiza

2021 é última oportunidade dos Jogos de Tóquio, diz membro do COI

Imagem
O canadense Dick Pound, o membro mais antigo do Comitê Olímpico Internacional (COI), disse em entrevista publicada nesta terça (21) pela agência de notícias japonesa Kyodo News que, na sua opinião, 2021 é a última oportunidade de os Jogos Olímpicos acontecerem em Tóquio. “Acho que a única chance de os jogos ocorrerem em Tóquio é 2021”, declarou Pound, que segue a posição assumida pelo presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), o alemão Thomas Bach, em maio. Os Jogos de Tóquio foram remarcados para o período de 23 de julho a 8 de agosto de 2021. Segundo o dirigente: “Está muito claro que não podem [Jogos Olímpicos] ser adiados para além de 2021 […]. Em certo sentido, [2021 é] possível, certamente não é inviável, acho que todos os envolvidos nos jogos preferem fazer isso do que ter um cancelamento”. Na entrevista, Pound também falou da expectativa de que a pandemia do novo coronavírus (covid-19) afaste torcedores de outros países: “Não sabemos quais serão as res

Tóquio 2020: Comitê Organizador rejeita ideia de Jogos sem público

Imagem
O presidente do Comitê Organizador dos Jogos de Tóquio, Yoshiro Mori, afirmou nesta terça (21) que rejeita a ideia de realizar Olimpíadas com portões fechados e sem a presença de público por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19). “Não devemos fazer com que os espectadores passem por tempos difíceis. Eventos esportivos são empolgantes em todo o país”, declarou o dirigente em entrevista à agência de notícias japonesa Kyodo News. A declaração de Mori foi dada após o presidente do Comitê Olímpico Internacional, o alemão Thomas Bach, afirmar na última sexta que os Jogos de Tóquio poderiam ter um número menor de espectadores do que evento anteriores. Segundo o presidente do Comitê Organizador dos Jogos de Tóquio, a declaração de Bach foi realizada ao se “considerar o pior cenário” possível.