Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Testes

Secretário de Saúde do DF é alvo de operação sobre testes da covid-19

Imagem
  O secretário de Saúde do Distrito Federal, Francisco Araújo, é um dos alvos da Operação Falso Negativa, deflagrada hoje (25) pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), suspeito de praticar irregularidades na compra de testes para a detecção da covid-19. A informação foi confirmada pelo MPDFT, que aguarda o levantamento do sigilo para se manifestar sobre o caso. A expectativa é de que, ainda hoje, haja uma coletiva de imprensa na qual detalhes da operação serão apresentados. Governador O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, divulgou uma nota na qual diz “lamentar a desnecessária operação ocorrida nesta manhã e que culminou na prisão preventiva da cúpula da Secretaria de Saúde”. “O secretário da Saúde, Francisco Araújo Filho, e toda sua equipe sempre estiveram à disposição das autoridades para esclarecer quaisquer fato, mantendo abertos todos os processos em curso na SE

Covid-19: Anvisa autoriza testes para nova vacina da Johnson & Johnson

Imagem
  A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a Jansen-Cilag, unidade farmacêutica da Johnson & Johnson, a realizar testes clínicos no Brasil para o desenvolvimento de vacina contra a covid-19. O estudo global prevê a inclusão de até 60 mil voluntários, sendo 7 mil no Brasil, distribuídos nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais, Bahia e Rio Grande do Norte. Em nota divulgada hoje (18), a Anvisa informou que os dados que embasaram a autorização incluíram estudos não clínicos com a vacina e dados não clínicos e clínicos acumulados de outras vacinas que utilizam a mesma modelagem. Os estudos da Jansen-Cilag foram iniciados em julho nos EUA e na Bélgica. De acordo com a agência, o ensaio clínico será conduzido em etapas e cada etapa só será iniciada se os resultados que estiverem disponíveis no momento forem satisfatórios. Este é o quarto estudo d

Covid-19: jogo do CSA é adiado após confirmação de mais nove casos

Imagem
  A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) adiou a partida entre Chapecoense e CSA, que seria disputada amanhã (12), às 16h30, na Arena Condá, pela segunda rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O motivo é o diagnóstico positivo para o novo coronavírus (covid-19) de 18 atletas do time alagoano entre os 31 inscritos no torneio. Nove jogadores tiveram a contaminação confirmada na manhã desta terça-feira (11). Segundo a nota oficial do CSA, os casos registrados após os exames feitos no domingo (9) se juntam a outros nove jogadores afastados, depois da testagem realizada pela CBF na última quarta-feira (5), data da final do Campeonato Alagoano contra o CRB. Estes últimos sequer foram a campo na estreia do Azulão na Série B, no último sábado (8), na vitória por 1 a 0 sobre o Guarani, em Maceió. O departamento médico não divulgou os nomes dos atletas, mas, informou que eles "estão clinicamente bem e se

Infectologista: tomar mais de uma vacina não significa maior proteção

Imagem
  Três vacinas estão com testes em andamento no Brasil atualmente, após aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a realização de estudos. Todas estão em fase avançada de testes, na chamada pesquisa clínica, ou seja, aplicação em humanos. São elas a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório AstraZeneca, com testes feitos pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp); a Coronavac, parceria firmada entre o Instituto Butantan e o laboratório chinês Sinovac Biotech; e a do laboratório Pfizer. O desenvolvimento de uma vacina ocorre em etapas. A primeira é a laboratorial, onde é feita a avaliação de qual a melhor composição para o produto. A segunda etapa, chamada de pré-clínica, é a de testes em animais. A terceira é a fase clínica, de testes em humanos. Se os testes forem satisfatórios, a vacina é submetida ao registro na agência regulatória. Mesmo após o regi

Covid-19: resultados de testes irão para o Ministério da Saúde

Imagem
Todos os resultados de testes de diagnóstico para detecção do novo coronavírus (covid-19) feitos em laboratórios das redes pública e privada terão de ser notificados ao Ministério da Saúde (MS). A obrigação está prevista em portaria publicada no Diário Oficial da União de hoje (21). A portaria 1.792 altera uma outra portaria, publicada em março deste ano (a de número 356). Ela é válida tanto para resultados positivos como negativos, inconclusivos e correlatos "qualquer que seja a metodologia utilizada".  Ainda segundo a portaria, a notificação deverá ser feita no prazo de 24 horas, contado a partir do resultado do teste, "mediante registro e transmissão de informações na Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS)". Notificação Caberá aos gestores e responsáveis pelos respectivos laboratórios fazer a notificação. A fiscalização ficará sob a responsabilidade do gestor de saúde local. O não cumprimento das determinações pode configurar infração sanitá

Britânicos que produzem vacina farão testes com 10 mil pessoas

Imagem
A Universidade de Oxford e a AstraZeneca planejam recrutar cerca de 10 mil adultos e crianças do Reino Unido para testes de uma vacina experimental contra o novo coronavírus, que recebeu um aporte de mais de US$ 1,2 bilhão dos Estados Unidos (EUA) nessa quinta-feira (21). Hoje, a universidade informou que instituições parceiras de todo o Reino Unido começaram a recrutar até 10.260 adultos e crianças para ver como o sistema imunológico humano reage à vacina e qual a segura dela. Um teste inicial, que começou em 23 de abril, já aplicou a injeção em mais de mil voluntários, com idade variando entre 18 e 55 anos. A Oxford disse que as fases dois e três acrescentarão pessoas de 56 anos e mais velhas, além de crianças de 5 a 12 anos. "A velocidade com que esta nova vacina avançou para testes clínicos de fase adiantada é um testemunho da pesquisa científica pioneira da Universidade de Oxford", disse Mene Pangalos, executivo da AstraZeneca. A empresa já firmou parce