Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Prisão

Falso biomédico é preso em Nova Iguaçu

Imagem
Agentes da 52ª Delegacia de Polícia Civil (DP) em Nova Iguaçu prenderam em flagrante, nesta quarta-feira (22), um homem que se passava por biomédico, no centro da cidade, na Baixada Fluminense. A apuração apontou que o homem se passava por médico e realizava procedimentos invasivos, como incisão ou inserção de um instrumento no organismo. “Foi constatado ainda que ele fez diversos procedimentos desta natureza, como cortes e microcirurgias nos órgãos genitais, prometendo aumentar o órgão genital masculino e modelar a genitália feminina. Ele foi preso pela prática do crime de exercício ilegal da medicina e por crime ambiental (descarte de lixo infectante em desacordo com normas legais)”, diz, em nota, a Polícia Civil. No local, foram apreendidos diversos materiais de uso exclusivo de médicos, como lâmina de bisturi, fios de sutura, produtos para preenchimento, botox, enzimas emagrecedoras, produtos de fins estéticos vencidos, assim como itens proibidos pela Agência Nacion

MP prende cinco acusados de fraudes na saúde do Rio de Janeiro

Imagem
O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e a Polícia Civil prenderam hoje (23) cinco acusados de fraudes na saúde fluminense. Segundo o MPRJ, eles integram uma organização criminosa que atua na organização social (OS) Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde (Iabas), que tem contratos para gestão de unidades de saúde no estado. Entre os presos está o empresário Luis Eduardo da Cruz, acusado de ser administrador oculto da Iabas, sua esposa, Simone Amaral da Silva Cruz, e o meio-irmão dele, Marcos Duarte da Cruz, além de Adriane Pereira Reis e o empresário Francesco Favorito Sciammarella Neto. Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão em endereços ligados aos denunciados e de outros fornecedores da OS. De acordo com o MPRJ, o Iabas foi estabelecido com o “falso argumento de prestar serviços públicos de saúde”, mas, na verdade, era utilizado “para o cometimento de centenas de delitos de peculato e lavagem de dinheiro”. Ainda segundo o MPRJ

Platini é preso em investigação de suborno

Imagem
O ex-presidente da Uefa Michel Platini foi preso hoje (18), em Paris, segundo noticia a imprensa francesa, dentro de uma investigação sobre possíveis fraudes na eleição do Catar como sede da Copa do Mundo de 2022. A lenda do futebol francês, eleita para dirigir a entidade máxima do futebol europeu em 2007, foi detida pela polícia anticorrupção francesa, que está à frente das investigações. O ex-jogador, que foi presidente da Uefa até 2015, cumpre suspensão de quatro anos - que expira em outubro - por violar o código ético da Fifa ao aceitar, em 2011, um pagamento autorizado pelo então presidente da entidade, Joseph Blatter, de aproximadamente 1,8 milhão de euros por trabalhos feitos entre 1998 e 2002. Além de Platini, foi presa uma antiga conselheira do ex-presidente francês Nicolas Sarkozy, Sophie Dion. O ex-secretário-geral do Palácio do Eliseu Claude Guéant prestou depoimento sob o status de "suspeito livre", segundo o jornal Le Monde. Em 2016, a Promotoria Nacional Fina

Ex-corregedor de secretaria é preso em SP por suspeita de propina

Imagem
O Ministério Público de São Paulo prendeu hoje (6) hoje o ex-corregedor da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, Marcos Vinícius Vannuchi. A prisão foi feita pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão à Formação de Cartel e à Lavagem de Dinheiro e de Recuperação de Ativos (Gedec), em Itatiba, no interior paulista. Outros nove mandados de busca e apreensão foram cumpridos em parceria com a Receita Federal. De acordo com as investigações, Vannuchi é suspeito de cobrar propina de fiscais investigados pela corregedoria. Ele tinha sido afastado do cargo na última sexta-feira, mas vinha sendo investigado pelo Gedec há um ano. Vanucchi foi preso na casa da ex-esposa, de quem se separou passando todo seu patrimônio para o nome dela. “A separação era uma fraude para que ele pudesse se livrar do patrimônio ilícito”, segundo as investigações. Vários bens de Vanucchi foram sequestrados. As investigações criminais prosseguem para apurar o esquema de corrupção e de lavagem de dinheiro.