Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Tóquio

Yuriko Koike: Jogos devem ser símbolo da superação do coronavírus

Imagem
A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, disse nesta segunda-feira (13) que as Olimpíadas devem ser realizadas no próximo ano como um símbolo da unidade mundial na superação do novo coronavírus. A declaração foi dada no momento no qual a cidade que ela governa enfrenta um aumento de casos de covid-19. O Japão não teve um surto de coronavírus de grande magnitude como em outros lugares, mas um recente aumento de casos em Tóquio, que representa mais de um terço do total de 20 mil registrados, causou preocupação com a possibilidade de uma segunda onda de infecções. Os Jogos de 2020 estavam programados para começar este mês, mas foram adiados por causa da pandemia de coronavírus. Koike prometeu obter apoio público para os Jogos, embora uma pesquisa da imprensa mostre que a maior parte das pessoas pensa que o evento deve ser cancelado novamente. “Quero sediá-los [os Jogos] como um símbolo do mundo se unindo para superar essa situação difícil e de vínculos fortalecidos entre a

Coronavírus faz Tóquio 2020 ter cerimônia da tocha mais simples

Imagem
O presidente do comitê organizador dos Jogos de Tóquio 2020, Yoshiro Mori, afirmou nesta sexta (6) que a cerimônia de chegada da chama olímpica ao território japonês será mais modesta do que o previsto inicialmente, sem a presença de crianças, por conta do avanço do coronavírus no país. A intenção original era que 140 crianças japonesas viajassem para Atenas para participarem da cerimônia de entrega da chama no dia 19 de março. "Na cerimônia de entrega, que acontecerá em Atenas no dia 19 de março, foi planejada a apresentação de 140 crianças. Mas, para colocar a segurança das crianças na prioridade máxima e levar em conta a solicitação do Governo (...), decidimos não enviar as crianças", disse o dirigente. Além disso, Yoshiro Mori declarou que na cerimônia para receber a tocha na Base Aérea de Matsushima, na província de Miyagi, no dia 20 de março, também não haverá a “participação de crianças”. No Japão as escolas estão fechadas, uma medida para tentar combater o surto de